O que diabos está acontecendo comigo?

1 de novembro de 2010

A hipertensão pulmonar é uma doença rara e crônica. Foi identificada pela primeira vez por Ernst von Romberg in 1891.

A hipertensão arterial pulmonar (HAP) caracteriza-se pelo aumento progressivo da pressão nas artérias pulmonares que levam sangue pobre em oxigênio do lado direito do coração para os pulmões, onde o dióxido de carbono é removido e substituído por oxigênio. O fenômeno também impede que os pulmões captem o oxigênio do ar de maneira adequada.

A HAP afeta pessoas de todas as idades, raças e etnias. Existem tratamentos diferenciados para que o portador se sinta melhor a cada dia. Para saber qual tratamento é o mais adequado para você consulte um especialista.

Infelizmente o diagnóstico é feito, em geral, tardiamente. Os sintomas podem não ser óbvios inicialmente e são freqüentemente atribuídos a condições mais comuns, tais como asma, fadiga geral ou falta de condicionamento físico e até mesmo a depressão (como foi o meu caso). Conforme a doença progride, alguns pacientes podem sentir falta de ar constante e fadiga de forma que mesmo tarefas simples, tais como se vestir e escovar os cabelos, tornem-se difíceis.

Se não for tratada pode levar à morte em 2 a 3 anos. Outros sintomas que podem estar presentes:

  • Fadiga ou cansaço
  • Vertigem, Tontura (especialmente ao subir escadas e ao levantar-se)
  • Desmaios (também chamados de síncope)
  • Dor no peito (angina)
  • Pela azulada
  • Tosse (pode ser seca)
  • Inchaço nos pés ou nos tornozelos
  • Dilatação do fígado e/ou do abdômen.
  • Perda de energia
  • Depressão
  • Falta de ar ao esforço

A hipertensão pulmonar pode ser primária ou secundária. É secundária quando deriva de alguma outra doença.  É considerada primária, quando não se consegue encontrar causa para o distúrbio.

Nos estágios avançados a mínima atividade pode causar todos esses sintomas. Pacientes em estágios avançados podem ter batimentos cardíacos irregulares, pulsação acelerada, desmaios, dificuldade em respirar e descansar.

Existem muitas causas para a HAP, conhecidas e desconhecidas. Cabe ao médico fazer uma cuidadosa investigação para estabelecer a causa, porque isto tem implicações diretas no tratamento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: